Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
A poesia é água cristalina, sacia a sede, alimenta o espírito. Já não posso mais dizer se ela quem me habita ou o contrário. Como explicar sobre? A escrita é uma lâmina afiada, um vulcão, ou apenas ilha de águas mornas, banha pés descalços... Nunca quis definir a poesia, melhor esquecer-se das explicações. Escrever passou a ser janela exposta, que por hora, mantêm-se aberta ao mundo de quem lê. *** Mineira/Paulistana/ Poeta, Escritora, Administradora de Empresas, Pós Graduada em Gestão Empresarial. Laureada com o III Prêmio Canon de Literatura e Poesia em 2010. Márcia Christina Lio Magalhães é Sócia-Fundadora da Academia de Letras Juvenal Galeno, onde ocupa a Cadeira nº 10. Diretora de Relações Culturais da ALJUG. Membro da ACE - Associação Cearense de Escritores. Este Blog é dedicado a todos os amantes da poesia e que possamos através dela, unir horizontes, atravessar oceanos, iluminar os corações, alegrar os solitários, apaziguar a alma, multiplicar as amizades, eternizar as emoções. Sejam bem vindos!*** Livros Publicados: POETAR É PRECISO - 1° edição 2010 ** A PELE QUE HABITO - 1° edição 2013.

18 de mai de 2011

Poema Canção




“Olha, tece tão imensa a corda dos bordados
Que outrora vestiriam o manto das lembranças
Vê, fazei da janela colo da espera de uma guerra santa!
Vão os cidadãos em meio à construção do tempo de heróis
Beco sem saída, toda madrugada grita ao som dos girassóis...
Abraçai o dia, aclamai a vida que a seus pés levanta
Olha, vão os passarinhos, pousam em seu ninho de emoções
Eu cantei...
Chorei ao ver você partir
Pude acreditar e ouvi você chamar por mim
Pois que todo verso é santo, tolo, seresteiro...
Eis que de repente em meio à névoa ele se achega
Toca na cortina e abrace o vento que lhe beija
Poema canção de amor eterno ao verso, incerto, derradeiro...
Já amanheceu...
Mar calmo, céu que aprisionou a dor...
Contempla, pois os corações
O silêncio que há entre duas rosas
Na eternidade dos sonhos...”
(Márcia Cristina Lio Magalhães - Poema do Livro Poetar é Preciso) Re-editado.

10 comentários:

  1. com esse acompanhamento a noite fica ainda mais maravilhosa,


    beijo

    ResponderExcluir
  2. Verdade Assis, Eric Clapton é sensacional, sempre!

    Abraço forte!

    ResponderExcluir
  3. que escolha boa, Má!
    amei.
    li-te e o ouvi o eric clapton que é um dos meus preferidos.

    beijo

    ResponderExcluir
  4. lindo poesia.

    "Entro em êxtase profundo quando penso
    Que em outros mares, navegas perdido.
    Em oceanos contidos e sem emoção
    Desperto para aquilo que talvez seja a razão
    De minha vida, ser o teu cais onde paras.
    Todas as vezes que de amor naufragas."

    está e de minha autoria..visite-me...já te sigo
    http://patriciaassispires.blogspot.com

    um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Bem vinda querida Patrícia!!
    Obrigada por compartilhar teus escritos.
    Volta sempre!!

    Deixo um beijo!

    ResponderExcluir
  6. "Todo verso é santo e todo amor é sagrado".

    Vc não disse ao "levis", "nuamente": gostas sim de palavras fortes, densas, intensas,invocativas, arrojadas, viris; você não as teme; não me supreende! Saiba: sigo tua trilha e tão bem a acolho-assimilo; mas se garimpo no poema dou de cara com isso: "silêncio entre duas rosas"; teu movimento é um tanto cabralístico: usar o rígido, para proteger o frágil; palavra-pedra preservando palavra-rosa. Poética sem floreios, como Bradava Cabral, sem bijuterias como vocifera Graciliano; vai desaguar - por fim - no mesmo Édem: sensibilidade ultra-sofisticada.
    Use pedras, rosas, palavras macias ou potentes; use o que puder, abrirei os braços para tudo; porque tudo que vem daí muito me basta.
    Afinal, 'Stamos de almas dadas.

    ResponderExcluir
  7. Todo verso é santo, todo amor é sagrado, toda a poesia é rio de dentro...

    Melhor saber querida Isa, que encontrei através da poesia, uma asa na palma das mãos...Tua amizade!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada, sê bem vindo!!
    Faz deste cantinho teu tbm e volta...

    Abraço renovado!

    ResponderExcluir

Olá, fico feliz que estejas aqui! Agradeço por deixar um aceno, uma palavra, um pontinho que seja da tua opinião.
Faz deste cantinho teu também e volta, sempre! Deixo um beijo, com sorriso... Márcia Magalhães