Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
A poesia é água cristalina, sacia a sede, alimenta o espírito. Já não posso mais dizer se ela quem me habita ou o contrário. Como explicar sobre? A escrita é uma lâmina afiada, um vulcão, ou apenas ilha de águas mornas, banha pés descalços... Nunca quis definir a poesia, melhor esquecer-se das explicações. Escrever passou a ser janela exposta, que por hora, mantêm-se aberta ao mundo de quem lê. *** Mineira/Paulistana/ Poeta, Escritora, Administradora de Empresas, Pós Graduada em Gestão Empresarial. Laureada com o III Prêmio Canon de Literatura e Poesia em 2010. Márcia Christina Lio Magalhães é Sócia-Fundadora da Academia de Letras Juvenal Galeno, onde ocupa a Cadeira nº 10. Diretora de Relações Culturais da ALJUG. Membro da ACE - Associação Cearense de Escritores. Este Blog é dedicado a todos os amantes da poesia e que possamos através dela, unir horizontes, atravessar oceanos, iluminar os corações, alegrar os solitários, apaziguar a alma, multiplicar as amizades, eternizar as emoções. Sejam bem vindos!*** Livros Publicados: POETAR É PRECISO - 1° edição 2010 ** A PELE QUE HABITO - 1° edição 2013.

14 de mar de 2013

O Mito do Poeta

Se escrevo desde os 09 anos, dizia o aprendiz de poeta, lá se vão mais de 20 anos dedicados à escrita...
Todavia não se pode reconhecer como escrita verdadeira, já que consideravelmente com 09 anos, ninguém o reconheceria como um poetinha capaz.
No entanto, passados mais de 20 anos desde as primeiras singelas linhas escritas num caderninho velho de arame, que seu pai, um professor eloquente havia lhe dado em tenra idade, continuava o menino poeta, hoje homem graduado e pós-graduado, tentando fazer-se conhecer através da escrita.
Publicou três livros de poemas, participou de algumas Antologias, ganhou Prêmio Literário, tem leitores cativos, e ainda assim, as tais ditas “grandes mídias” o ignoram.
Esta ignorância não é tão pouco privilégio apenas dele, mas de tantos outros poetinhas juvenis, que tentam sem sucesso chegar as grandes massas sem ter que por a mão no bolso para editar um livro.
Ora, pois vão dizer que é tempestade em copo d’água, já que o poetinha tem livros publicados, como não chegou às massas?
Chegar às massas requer trabalhos hercúleos!! Investimento pesado em marketing, contratação de Agente Literário influente, um Apadrinhamento ali, outro acolá, um amigo numa TV, Jornal ou Revista, talvez um amigo de um amigo que conhece um outro amigo, que conhece o Apresentador Fulano de Tal, da Rede de Televisão tal, enfim, chegar às massas requer dinheiro, tempo e talvez uma pitadinha de sorte!
Mas o poetinha é insistente, já criou até um Manifesto, publicou em sites, Blogs e mídias sociais, deu uma entrevista para a TV Regional, outra pro Jornal, tentou ser informal, mas foi fundamental, mantendo a linha e a verdade explícita, na ponta da língua...
O poetinha é feliz, ainda que se considere aprendiz, da arte de desenhar o verso, na contramão do tempo, do jogo de interesses, da falta de visão, de um governo brutal, que manipula a televisão, e o que você lê no Jornal. Não investe em Cultura, tão pouco lembra a ditadura, ainda que às escuras, no Palácio principal...
E o poeta envelhece, daqui a pouco entra nos “enta”, faz quarenta, e continua escrever, porque ele não quer morrer, pra só depois virar mito.

(Crônica de: Márcia Christina Lio Magalhães)

4 comentários:

  1. Marcinha minha cara, que belezura de Crônica, gostei dos "enta" rsrs
    As grandes mídias só publicam os "mitos", infelizmente, por sorte, tem surgido no Brasil, editoras menores que têm dado oportunidade aos novos escritores, talentosos como tu!!

    abraço amigo!

    Pedro Sumido Saulo

    ResponderExcluir
  2. Feliz em tê-lo por aqui Pedro sumido Saulo...rsrs

    Em verdade, no Brasil é preciso morrer para virar mito!
    Quem sabe antes dos meus "oiTENTA" eu consiga atingir as massas sem ter que por a mão no bolso para editar livros...
    Quem viver verá!! ;-)

    Abraço meu querido!!

    ResponderExcluir
  3. Yo Vengo del blog de Reggina Luna y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser Seguidor de este Espacio mágico, que es el Tuyo.
    Abrazos.

    ResponderExcluir
  4. Sea usted bienvenido Pedro!

    Ojalá que siempre se ven por aquí. Un fuerte abrazo de bienvenida!

    ResponderExcluir

Olá, fico feliz que estejas aqui! Agradeço por deixar um aceno, uma palavra, um pontinho que seja da tua opinião.
Faz deste cantinho teu também e volta, sempre! Deixo um beijo, com sorriso... Márcia Magalhães