Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
A poesia é água cristalina, sacia a sede, alimenta o espírito. Já não posso mais dizer se ela quem me habita ou o contrário. Como explicar sobre? A escrita é uma lâmina afiada, um vulcão, ou apenas ilha de águas mornas, banha pés descalços... Nunca quis definir a poesia, melhor esquecer-se das explicações. Escrever passou a ser janela exposta, que por hora, mantêm-se aberta ao mundo de quem lê. *** Mineira/Paulistana/ Poeta, Escritora, Administradora de Empresas, Pós Graduada em Gestão Empresarial. Laureada com o III Prêmio Canon de Literatura e Poesia em 2010. Márcia Christina Lio Magalhães é Sócia-Fundadora da Academia de Letras Juvenal Galeno, onde ocupa a Cadeira nº 10. Diretora de Relações Culturais da ALJUG. Membro da ACE - Associação Cearense de Escritores. Este Blog é dedicado a todos os amantes da poesia e que possamos através dela, unir horizontes, atravessar oceanos, iluminar os corações, alegrar os solitários, apaziguar a alma, multiplicar as amizades, eternizar as emoções. Sejam bem vindos!*** Livros Publicados: POETAR É PRECISO - 1° edição 2010 ** A PELE QUE HABITO - 1° edição 2013.

14 de mar de 2014

Minhas Águas

Da chuva que a invade
Sou a gota mais singela
O pó da primavera
Sobre meus cansados ombros...

A rota que cavalga
Nos caminhos da espera
A folha que viaja
Na tortuosa estrada...

A correnteza amena que desliza na calçada
O rio das minhas lágrimas...

A luz da lamparina
Que clareia a madrugada
O céu da meia-noite
O passo da boiada...

O lírio do deserto
A tinta desta página
A vela que acende
A saudade que apaga...

O verso que me beija
A nota que me canta
A morte que me espreita
Artéria que me sangra...

O sino da igreja
O sabiá na laranjeira
A saudade é cachoeira
Foz, que deságua em mim...

(Márcia Christina Lio Magalhães)
Poema do Livro: A Pele Que Habito


5 comentários:

  1. Linda a sua poesia, Maria Cristina. Vi que você é mineira-paulista, mas parece ter forte ligação com o Ceará. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Querida Lúcia, seja muito bem vinda ao Blog!

    Obrigada por suas considerações.
    Em verdade costumava dizer que era uma mineira paulistana, agora passei a dizer, mineira, paulistana, cearense de coração!! Morei alguns anos em Fortaleza, fase maravilhosa onde fiz valiosos amigos, que sempre volto para rever.
    O Ceará me marcou demais, em especial na área literária!!
    Ano passado juntamente com outros literatos, fundamos a ALJUG - Academia de Letras Juvenal Galeno, que muito me orgulha!! E escolhi Fortaleza para o primeiro Lançamento de meu novo Livro A Pele Que Habito. Veja fotos nos posts abaixo, inclusive há tbm um vídeo.

    Afetuoso abraço...

    ResponderExcluir
  3. Saudade de ler a poetisa de coração e cabelos dourados...
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Surpresa boa encontrá-lo por aqui querido amigo Jorge!! Fez-me lembrar dos velhos tempos de papo nos Blogs... 2009 onde tudo começou, veja no que deu, dois livros de poemas publicados, três participações em Antologias internacionais, um Prêmio Literário em 2010. Esse Blog tem "germinado"... Abraço mineiro procê! ;-)

    ResponderExcluir
  5. Olá minha querida!Voltando ao mundo dos blogueiros!Saudades!

    Belíssimo poema!!!Meus Parabéns!

    Bjs!

    RMoon

    ResponderExcluir

Olá, fico feliz que estejas aqui! Agradeço por deixar um aceno, uma palavra, um pontinho que seja da tua opinião.
Faz deste cantinho teu também e volta, sempre! Deixo um beijo, com sorriso... Márcia Magalhães