Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
A poesia é água cristalina, sacia a sede, alimenta o espírito. Já não posso mais dizer se ela quem me habita ou o contrário. Como explicar sobre? A escrita é uma lâmina afiada, um vulcão, ou apenas ilha de águas mornas, banha pés descalços... Nunca quis definir a poesia, melhor esquecer-se das explicações. Escrever passou a ser janela exposta, que por hora, mantêm-se aberta ao mundo de quem lê. *** Mineira/Paulistana/ Poeta, Escritora, Administradora de Empresas, Pós Graduada em Gestão Empresarial. Laureada com o III Prêmio Canon de Literatura e Poesia em 2010. Márcia Christina Lio Magalhães é Sócia-Fundadora da Academia de Letras Juvenal Galeno, onde ocupa a Cadeira nº 10. Diretora de Relações Culturais da ALJUG. Membro da ACE - Associação Cearense de Escritores. Este Blog é dedicado a todos os amantes da poesia e que possamos através dela, unir horizontes, atravessar oceanos, iluminar os corações, alegrar os solitários, apaziguar a alma, multiplicar as amizades, eternizar as emoções. Sejam bem vindos!*** Livros Publicados: POETAR É PRECISO - 1° edição 2010 ** A PELE QUE HABITO - 1° edição 2013.

14 de jan de 2011

Olhos Peregrinos

Pousar no teu coração deixa-me...
Colher da tua solidão, cede!
Abri o teu coração!
Pedi passagem pra vida, que ora inspira, ora é só imensidão, silêncio...
Ver-te nas estradas do destino, 
Pés sobre um chão de indecisão, olhos peregrinos...
Mata-me a dor dos que não tem perdão, pois que bebem lágrimas eternas!
Ilusão apodera-se de corações vazios...
Abri as janelas do peito, respira o ar de felicidade do vento,
Vê que as feridas cicatrizam-se com o tempo!
A morte é só um sonho da alma que há de acordar em algum lugar...
O tempo dos homens não é igual ao tempo dos anjos!
É preciso morrer na dor, para nascer no amor.
O medo é o sabotador da alegria,
A dúvida, o carrasco da fé!
O dia em que o homem se conscientizar,
Que até um grão de areia tem suas verdades,
Vai acordar do sono e da ilusão...
E entender que esse mundo é só uma cidade,
E que estamos todos de passagem...


(Márcia Cristina Lio Magalhães)

8 comentários:

  1. passageiros, transeuntes, transitórios



    beijo

    ResponderExcluir
  2. "passageiros, transeuntes, transitórios, nômades..."

    abraço Assis!

    ResponderExcluir
  3. "O dia em que o homem se conscientizar,
    Que até um grão de areia tem suas verdades,
    Vai acordar do sono e da ilusão...
    E entender que esse mundo é só uma cidade,
    E que estamos todos de passagem..."

    Dizer mais o quê?

    abraço amiga de palavras flecha!

    Pedro Saulo

    ResponderExcluir
  4. A lágrima com o brilho do cristal,
    banha o teu rosto, a tua história;
    a maior força do bem sobre o mal,
    traça as honras da tua vitória...

    Oswaldo Genofre

    Amor & Paz no seu dia...M@ria

    ResponderExcluir
  5. Marcia: Gostei a parte final tu dizes uma verdade que nem toda a gente tem consciência disso, mas todos nós ricos ou pobres apenas somos peregrinos a caminho da Pátria Celeste, a nossa vida é uma passagem que tanto pode ser longa como curta o Deus a que sabe e ainda bem que assim é, porque senão alguns queriam andar cá neste mundo para toda a vida.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  6. Andemos pois com e pela poesia...

    Um abraço meu amigo Santa Cruz!

    ResponderExcluir

Olá, fico feliz que estejas aqui! Agradeço por deixar um aceno, uma palavra, um pontinho que seja da tua opinião.
Faz deste cantinho teu também e volta, sempre! Deixo um beijo, com sorriso... Márcia Magalhães